Faz mal sair de cabelo molhado?Faz mal sair de cabelo molhado?

Imagem: Google

Faz mal sair de cabelo molhado? Entenda e cuide-se nesse inverno.

Compartilhar é se importar!

Muitos homens e mulheres, pela correria ou por opção, têm o hábito de tomar banho pela manhã e sair de casa com o cabelo molhado. É uma pratica bem comum, nós sabemos. Mas apesar disso, não aconselhada pelos especialistas porque pode fazer mal para a saúde do corpo e também para a do cabelo.

Para te ajudar com a falta de tempo, viemos te ensinar sobre o assunto. Assim, você poderá proteger e manter os cabelos saudáveis e arrumados no dia a dia.

 

Evite a quebra

Quando o cabelos está molhado, ele fica mais frágil porque as proteínas que compõem os fios formam ligações mais fracas. Isso faz com que percam parte de sua elasticidade e, assim, se quebrem mais facilmente. Especialmente nos dias mais frios, separe alguns minutos para proteger seus fios retirando o excesso de água do cabelo com uma toalha em movimentos suaves. Com uma escova ou pente, utilize o secador para retirar a umidade, não precisa necessariamente “fazer escova”. Utilize uma gotinha de seu óleo finalizador preferido para devolver alguns nutrientes aos fios.

 

Fortalecendo os fios

Sabemos que tem dias que o tempo não permite mesmo ligar o secador. Por isso, é importante que você mantenha seu cabelo sempre forte e saudável para que a fibra capilar não fique tão sensibilizada nesses dias. Garanta resistência usando bons produtos no dia a dia, que sejam de linhas especializadas para trazer força aos fios. Estando sempre forte e nutrido de dentro dos fios para fora, seu cabelo quebrará menos e crescerá mais rápido. O resultado é um cabelo macio, fortalecido e protegido da raiz às pontas!

Faz mal sair de cabelo molhado?
Imagem: Google

Você pode ficar doente?

Sua mãe sempre dizia: “não saia com o cabelo molhado para não ficar doente!”. Apesar do hábito não causar efetivamente nenhum tipo de doença,  ele afeta a temperatura do corpo e faz com que seja gasta mais energia para se manter aquecido, especialmente durante o inverno. Esse esforço extra do organismo pode deixar o sistema imunológico mais vulnerável, o que facilita a contaminação caso alguém do seu convívio esteja resfriado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 9 =